domingo, 11 de dezembro de 2011

AS ATIVIDADES DA ZONA RURAL

  No Brasil, a agricultura é praticada de diversas maneiras dependendo da região, das condições financeiras e das informações que o agricultor tem.
  Muitas famílias plantam apenas para seu próprio sustento, oque é denominado agricultura de subsistência. Vivem em pequenas fazendas, muitas delas podendo ser chamadas de sítio ou minifúndio.
  Outras famílias usam técnicas modernas em suas plantações, como o uso de tratores, arados mecânicos e fertilizantes. Esses trabalhadores podem se unir criando uma cooperativa para vender seus produtos nos centro de abastecimento das cidades maiores. Os centros de abastecimento distribuem os produtos para o supermercado, as quitandas e as feiras livres.
  É esse tipo de agricultura familiar que fornece a maioria dos alimentos consumidos pelos moradores das cidades brasileiras.
  A agricultura moderna, também chamada agroindústria, é praticada em grandes propriedades onde se cultivam café, soja, algodão, açúcar e laranja. Nessas fazendas, além de plantar, também se beneficiam os produtos.
  O Brasil é um dos maiores produtores e exportadores mundiais desses produtos. Quase todo suco de laranja consumido no mundo é produzido em nosso país.
  A agroindústria utiliza técnicas sofisticadas, faz uso de máquinas, como semeadeiras, colhedeiras, sistemas elétricos para irrigação, e de pequenos aviões que pulverizam o campo com produtos químicos para nutrir as plantas ou combater as pragas que podem atacar a lavoura. Esse tipo de tecnologia garante a boa qualidade dos produtos. Ela esta presente também na pecuária.
  Essas fazendas ocupam áreas muito grandes, denominadas latifúndios.

COOPERATIVA: Empresa que pertence a um grupo de trabalhadores que exercem a mesma função, e que defende seus interesses, especialmente no momento de vender a produção.

BENEFICIAM: Significa melhorar as condições de consumo e o aspecto do produto.
LATIFÚNDIOS:Quando são ocupados pela agricultura são produtivos, mas existem também aqueles que não produzem nada e que são mantidos pelos fazendeiros, só porque as terras velem muito dinheiro.


OS TRABALHADORES DA ZONA RURAL

  Nem todos os trabalhadores da zona rural são proprietários das terras em que trabalham. Muitos deles trabalham em fazendas como assalariados permanente ou temporários. Os trabalhadores temporários são aqueles que,  sem-terra, mudam-se para a cidade, mas continuam trabalhando na zona rural. Eles são contratados apenas em época de colheita.
  A vida dessas pessoas não é nada fácil. Elas são contratadas por um curto período de tempo, logo ficam desempregados e enfrentam muitas dificuldades para sobreviver.
  Seus filhos em vez de irem a escola, também vão para o campo trabalhar e realizar atividades próprias para adultos. 
   Essas famílias moram na cidade, em bairros pobres, e passam boa parte do ano sem emprego.
   Nas fazendas mais modernas, também há trabalhadores que não exercem atividades diretamente ligadas á terra. São operadores de máquinas agrícolas, agrônomos e veterinários. Eles recebem um salário todos os meses e tem seus direitos garantidos por lei.



CRIANDO ANIMAIS - PECUÁRIA

  No Brasil há diversas formas de praticar a pecuária.
  Há propriedades onde os animais são criados apenas para fornecer leite, carne e ovos para a família. As técnicas utilizadas são simples os animais pastam soltos na propriedade. Na maioria das vezes, esses animais não são vacinados. Esse tipo de pecuária denomina-se pecuária extensiva.
  Nas propriedades que utilizam técnicas mais modernas de criação, os animais comem ração balanceada, são vacinados e acompanhados constantemente pelo veterinário. Essas propriedades abastecem de carne a população do Brasil e de vários países do mundo. Também fornecem para a indústria couro, ossos, lã, ovos, carne e leite, usados na fabricação de vários produtos. Essa é a chamada pecuária intensiva.
  Na pecuária brasileira criam-se bois, búfalos, ovelhas, cabras, cavalos, galinhas, porcos, mulas e jegues, que são agrupados em rebanhos. Também desenvolve-se a criação de animais como abelha, peru, avestruz, faisão, jacaré, capivara, peixe e camarão.
  A terra é fundamental para as atividades rurais. Porém, como vimos, nem todos os trabalhadores do campo são proprietários da terra onde trabalham. Algumas vezes isso traz problemas para o campo e para a cidade. É o caso dos trabalhadores temporários e do trabalho infantil na zona rural.

O CAMPO E A CIDADE DE MÃOS DADAS

  Não é só no campo que envia produtos para a cidade. Também há muitos produtos fabricados na cidade que são utilizados no campo: enxada, arado, trator, colhedeiras, adubos químicos, pesticidas, computadores, roupas, calçados, telefones, aparelhos elétricos, como televisão e rádio, e muitos outros.
  Assim, embora a zona rural e zona urbana ocupem espaços diferentes, e desenvolvam atividades próprias, há uma grande dependência entre elas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário