domingo, 18 de dezembro de 2011

O ESPAÇO URBANO

DO BAIRRO Á CIDADE


Brasília (capital do Brasil)
  Um conjunto de bairros forma o espaço da cidade ou o que se chama zona urbana.
  Uma cidade é composta por casas e prédios para moradias; escolas; lojas onde se compram roupas, sapatos; mercados nos quais se compram alimentos; indústrias que fabricam brinquedos, carros, etc.; bancos onde se guarda o dinheiro, além de lugares para as pessoas se divertirem, como cinemas, museus e parques.
  O conjunto desses elementos forma a paisagem urbana.
PAISAGEM: Podemos dizer que tudo aquilo que vemos quando olhamos para um lugar é uma paisagem. Existem diversos tipos de paisagem: as que são naturais, ou seja, aquelas compostas de rios, florestas, montanhas, vales, campos, mares, e as que são construídas pelos seres humanos, tais como, casa, prédios, túneis, pontes, parques e outros.


COMO PODE SER A PAISAGEM DE UMA CIDADE


  Para descrevê-la há diversas linguagens. Uma delas é a da pintura. Além das pinturas, outra forma de descrever a paisagem da cidade é através de poemas.
  Embora as cidades tenham muitas características parecidas, como ser um lugar de moradia e de trabalho, e ter um grande número de habitantes, elas também apresentam diferenças entre si, tendo, cada uma delas, sua própria paisagem.

CIDADES BRASILEIRAS 


  As cidades são diferentes entre si também segundo as atividades que desenvolvem, o número de moradores, o tamanho do território ocupado, o clima, o relevo e ainda de acordo com sua riqueza.
  No Brasil existem cidades grandes como o Rio de Janeiro e muito pequenas como Borá, no estado se São Paulo. Existem cidades em serras, como Poços de Caldas em Minas Gerais, e cidades planas, onde dá para andar de bicicleta sem fazer esforço, como a capital do Brasil, Brasília. Algumas cidades têm praias, como Recife, em Pernambuco; outras são cheias de árvores, como Araraquara, em São Paulo; algumas têm muitos prédios, ruas largas, muito trânsito, como Porto Alegre, no estado do Rio Grande do Sul.
  Na foto de Macaé (RJ), vemos diversas indústrias.
  Cidades como ela são chamadas de industriais.
  As indústrias produzem as mercadorias que compramos em diversas lojas: carros, alimentos, roupas, brinquedos e muitos outros objetos. Esse tipo de cidade normalmente fornece os produtos industrializados para outras cidades, garantindo assim sua riqueza.
  Existem, também, cidades como Parati, no estado do Rio de Janeiro. Ela é muito antiga e sua arquitetura é típica do período colonial brasileiro, ou seja, retrata um período da história do Brasil.
  Parati recebe turistas de muitos lugares do mundo, que visitam sua praça central, as igrejas e as diversas casas que preservam as mesmas características do passado e que estão concentradas no chamado Centro Histórico.
  Cidades como Parati são chamadas de cidades históricas, porque preservam as construções de um determinado período. Ao visitar essas cidades, podemos ver como era a vida no Brasil há muitos e muitos anos. Por isso, elas são consideradas um verdadeiro livro de memórias e estão constantemente sob cuidado das autoridades nacionais, com o objetivo de preservá-las.
  As cidades históricas vivem basicamente do turismo. Por isso, alguns de seus habitantes tornam-se profissionais ligados ao turismo, á preservação e á restauração dos monumentos históricos.
  Existem cidades que são chamadas de metrópoles.
METRÓPOLES: Metrópole quer dizer cidade-mãe, porque ao seu redor nascem outras cidades que se beneficiam de sua riqueza econômica e de seus serviços.
  Elas podem oferecer serviços especializados, tais como hospitais bem equipados; restaurantes de todos os tipos; intensa vida cultural com exposições, museus, cinemas, shows; escolas e universidades de alto padrão; bancos e sedes de grandes empresas.
  As metrópoles recebem constantemente um grande número de pessoas de outras cidades, outros estados e até mesmo outros países. Elas vão buscar tratamento médico, fazer compras, participar de feiras, palestras, teatros e shows artísticos. Outras, vão para morar. Estas estão em busca de moradia, trabalho, estudo, ou seja, de melhores condições de vida. É por isso que o número de moradores de uma metrópole cresce a cada dia.
  Nem sempre as pessoas que procuram os benefícios de uma metrópole encontram o que procuram. Por isso, há muita riqueza, mas também muita pobreza nas metrópoles. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário